Pesquisar este blog

Procure os vídeos da atriz Cíntia Vieira no Youtube:

Loading...

Eu

Eu
Mulher; vegetariana; atriz de teatro; e muito mais: Cíntia Vieira

Bem vindo! Favor ler e comentar os meus textos neste blog. Obrigada!

  • Princesas modernas; Andar em perna de pau é imitar a vida; O uso do microfone; A expressão coporal; Você faz teatro?; Puxa! Não façam isto!; O ganha pão pode vir da alma; O que eu chamo de relação burguesa; etc.
  • Lembre-se: para copiar obras e fotos da internet deve-se colocar a fonte e o nome do autor. Vamos valorizar o artista!

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

ANDAR EM PERNA DE PAU É IMITAR A VIDA


Você já andou em perna de pau?
Não falo das que andávamos na infância que nos segurávamos com as mãos. Falo das circenses que são amarradas do joelho para baixo com as mãos livres. Parece fácil de andar, não é? Tente, pois é muito difícil.


Para andar em perna de pau é necessário:

EQUILÍBRIO, muito treinamento, confiança em si e força muscular, afinal, é como um sapato de salto altíssimo.
COLOCAR ACIMA DA VAIDADE O DESEJO DE ser e andar diferente das outras pessoas, porque perna de pau pode dar varizes.
TER OTIMISMO e não imaginar a queda, porém sabendo que ela pode acontecer.
CONFIAR NOS OUTROS, afinal existem aquelas pessoas que lhe admiram e há aquelas que ficam olhando e dizendo que é fácil fazer o que você faz sem ter nunca tentado. Olham para você desejando ver você cair.
CONFIAR NO UNIVERSO, DEUS, pois apesar da queda não ser tão grande, pode ser fatal para a carreira do artista.
A perna de pau é feita de muitos materiais. A de madeira não é muito ecológica, mas não deixa de ser uma oportunidade da árvore que era imóvel, agora poder andar em outros vales e também ser aplaudida.
Andar desta forma e ainda estar fantasiado, exige além da perna a cara de pau. Mas acima de tudo amor a arte.
Enfim, andar em perna de pau é imitar a vida. Onde somos coloridos palhaços buscando equilíbrio, força física e espiritual. Talvez assim, possamos conseguir ser mais otimistas e aprender a não desejar nem a nossa queda e nem a dos outros. Amar a Deus, a natureza e a arte. A arte que é a exposição extrema do artista que sobe e investi muito alto em busca do reconhecimento do seu talento, da sua auto estima e dos aplausos sinceros e respeitosos dos corações ainda infantis.
E você? Vai ousar com a perna de pau circense ou vai ficar brincando com a que é mais segura e infantil que não precisa largar as mãos? Vai arriscar mais coisas na vida ou prefere a segurança da vida padrão?
Cíntia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário